A História do Banho

domingo, 13 de abril de 2008


Ninguém sabe ao certo quando teve inicio o costume de se banhar.
Os primeiros registros históricos datam de 3000ac no antigo Egito, eles realizavam rituais sagrados na água, utilizavam óleos perfumados e os dedicavam a divindades como Thot e Bes.
Os gregos e os romanos mantiveram estes hábitos: reuniam-se nos "banhos públicos", que se tornou em verdadeiros locais de discussões e decisões políticas e sociais.
Porém, na Idade Média tudo mudou. As idéias religiosas, levadas ao exagero, puseram um ponto final na limpeza. As saunas eram consideradas locais de pecado, porque as pessoas se viam nuas umas às outras.
Só se tomava banho uma vez ao ano e na mesma bacia.Um único barril de água servia toda a família sem que a água fosse trocada, seguia-se uma hierarquia como primeiro os chefes da casa, ou seja, homens mais velhos e assim se seguia por mulheres, crianças e por últimos os bebês, a esta altura a água já estava tão suja que existe a expressão em inglês que se diz “don’t throw the baby out with the bath water”, ou seja, literalmente “não jogue fora o bebê junto com a água do banho”, usada para as pessoas mais apressadinhas.
Dizem que desse costume se originou o uso do buquê de flores utilizado pelas noivas, eles serviam para disfarçar os odores do corpo.
Toda essa falta de higiene acarretou terríveis epidemias como a peste que matou por volta de 200 milhões de pessoas ao longo da Idade Média.
Somente por volta dos séculos XI e XIII durante as Cruzadas que os europeus puderam redescobrir as delícias da água, no Oriente, fora dos domínios da Igreja, os banhos públicos haviam sido mantidos com seus rituais e instalações luxuosos. Assim, quando os cavaleiros voltavam para casa espalharam pela Europa novamente o ato de se banhar.
No Brasil, os portugueses chegaram a se assustar com a limpeza dos índios que mergulhavam nos rios e mar até doze vezes ao dia; perceberam que eles eram muito mais saudáveis que os da Europa,e finalmente se renderam ao hábito dos nativos brasileiros.
Ufa! Ainda bem que tudo isso é coisa do passado e hoje em dia podemos nos banhar sem culpa e com todo prazer e principalmente com água limpa, produtos perfumados e deliciosos.

0 comentários: